O programa desta conferência compreende três mesas redondas nas quais a fotografia é explorada como um instrumento significativo de pesquisa para construir visões críticas e inovadoras sobre a arquitetura como um campo amplo de conhecimento que opera dentro de sistemas maiores, com dimensões culturais, artísticas, técnicas e históricas. O foco desta 5ª edição sobre a condição pública do espaço urbano, pretende questionar como diferentes dimensões da esfera pública podem ser significativamente entendidas ou reenquadradas através de diferentes lentes e perspectivas. No centro deste debate está a discussão contemporânea de que a imagem da cidade é em si modificada dentro do próprio processo de mudança de acordo com condições sensoriais e cognitivas específicas, influenciando a legibilidade do espaço público e a imaginação da esfera pública. Nesta conferência estas e outras interrelações serão debatidas e exploradas para inferir como estas podem estabelecer novas conexões espaciais em territórios expandidos de interação cosmopolita. Dentro dessa discussão mais ampla, cada mesa-redonda abordará as seguintes questões, entre outras questões colocadas pelos autores convidados.

OPENING SESSION
Pedro Gadanho - MAAT
José Miguel Rodrigues - FAUP
Olívia da Silva - ESMAD
Pedro Leão Neto -FAUP

OPENING KEYNOTE SPEAKER
Marco Iuliano

PANEL #1
Invited guest speaker - Beate Guttschow
Moderator - Pedro Leão Neto

PANEL #2
Invited guest speaker - Bas Princen
Moderator - Iñaki Bergera

PANEL #3
Invited guest speaker - Gloria Moure
Moderator - Sérgio Fazenda

CLOSING KEYNOTE SPEAKER
Paolo Rosselli

 
 

Oradores Convidados

Esta edição do ON THE SURFACE reúne um grupo diversificado de investigadores, artistas visuais, arquitetos e curadores de relevância internacional, com o objetivo de provocar um exercício de reflexividade conjunta sobre a transformação do espaço público em cidades e territórios contemporâneos. As palestras realizadas nesta conferência permitirão introduzir uma série de questões que não estão necessariamente previstas no programa inicial da conferência, possibilitando um diálogo ativo entre pesquisadores, autores e o público, contribuindo para a identificação de novas vias de criação, investigação e desenvolvimento e expressão artística relacionada com dinâmicas contemporâneas de apropriação dos espaços públicos, e como tais dinâmicas alteram as noções de público e de espaço público. Esta abordagem pluralista visa favorecer uma aprendizagem dialógica entre as pessoas e instituições participantes desta conferência, bem como intensificar interações com o público em geral, contribuindo para identificar o surgimento de novas identidades culturais e expressões artísticas emergentes no espaço público.

 
 

 
 

PAiNEL #1

Espaços visuais de mudança através de imagens digitais

Este painel discutirá interações, interferências, interseções e interpretações entre o mundo virtual da fotografia, as narrativas visuais manipuladas e a arquitetura no discurso contemporâneo. Queremos discutir, entre outras coisas, como imagens construídas e manipuladas que sugerem uma nova leitura do espaço, podem criar novos cenários idealizados de espaços arquitetônicos e públicos existentes que permitam atravessar ou infringir certas fronteiras , como uma forma de agir sobre a realidade de modo mais ou menos virtual, fabricando novas relações entre os indivíduos e o coletivo.
Queremos discutir autores cujo trabalho manipule a imagem propositadamente, abandonando o compromisso com o registro literal da realidade como percebido pelo observador. Autores refletindo as possibilidades atuais de criação de imagens com ferramentas digitais, que expandem e potencializam significativamente a prática da fotografia na criação de cenários imaginários da arquitetura atual e espaços públicos - indo além das abordagens tradicionais, explorando o universo ficcional e criando cenários alternativos ou leituras críticas de espaços existentes, contrariando a tendência de consumo de mídia visual saturada e acrítica de imagens arquitetônicas. Alguns exemplos desses trabalhos são os de Idris Khan, Olivo Barbieri, Filip Dujardin, Beate Gütschow, Emilio Pemjean ou Isabel Brison.

Algumas questões de interesse que podem ser consideradas pelas contribuições em papel, mas não limitadas a elas, são:
 - Como a fotografia pode ser usada para comunicar a forma como a arquitetura e a cidade se relacionam ou confrontam com programas arquitetônicos e espaços públicos atuais e sua apropriação pública;
- A relação entre fotografia e arquitetura como um processo criativo que traz à luz novas formas de entender o espaço urbano;
- Cruzamentos entre fotografia, arquitetura e TIC para comunicar visualmente múltiplas e sobrepostas dinâmicas de mudança em espaços urbanos contemporâneos;

Invited guest speaker - Beate Guttschow
Moderator - Pedro Leão Neto

 
 

PaInel #2

Repensar o espaço público através da fotografia artística e documental sobre arquitetura

Este painel discutirá como a Fotografia de Arquitetura pode constituir elementos visuais sofisticados do olhar subjectivo de um autor, usado para ler criticamente de maneira significativa vários aspectos de realidades contemporâneas. Na esfera da Arquitetura, Arte e Fotografia vamos nos concentrar em diversos autores que se relacionam com o tema e a prática da Arquitetura, entendida enquanto conceito amplo relacionado com o espaço social.

Estamos interessados em autores cuja fotografia possa combinar abordagens diversas e que tenham espaço público e arquitetura como tema, cujo trabalho, denota de diferentes maneiras  uma vontade de ir além da fotografia tradicional da arquitetura. Isso pode incluir a fotografia incorporando pessoas (apropriação de espaços pelo público) e enfocando a experiência direta no espaço urbano e, por outro lado, explorando diferentes expressões artísticas e estratégias de comunicação; e fotografia arquitectónica onde “olhares diferentes” podem estar presentes e são capazes de trazer um novo relacionamento para a compreensão do universo e da prática da fotografia e da arquitectura contemporânea. Alguns casos, entre outros, são, por exemplo, Helen Binet, Philippe Ruault, Paolo Rosselli, Cristobal Palma, Armin Linke ou Bas Prince.

Todos estes diferentes "olhares arquitetônicos" permitem entender o espaço da cidade como um organismo vivo, uma realidade rica e multifacetada definida por várias experiências subjetivas que moldam continuamente culturas e sociedades diferentes e sobrepostas, que permitem abordar questões pertinentes como, por exemplo, como a fotografia pode provocar auto-reflexões do mundo, provocando imaginação e memória de lugares de diferentes formas. Outros assuntos de interesse que serão abordados permitirão questionar em que medida a caracterização das transformações históricas reais que ocorrem nas cidades e territórios contemporâneos podem contribuir para favorecer atitudes auto-reflexivas dos cidadãos em relação às suas práticas de apropriação do espaço público.

Algumas questões de interesse que podem ser consideradas, mas não limitadas a, são:
 - Como a fotografia pode apresentar a ideia de uma arquitetura, mudando nossa percepção no local e até mesmo a transformando em uma visão projetada no espaço;
- O que a fotografia nos diz sobre o mundo que habitamos, do mais sofisticado ao aspecto mais convencional e banal da vida cotidiana;
- A relação entre fotografia e arquitetura como um processo criativo que traz à luz novas formas de entender o espaço urbano;
- Como a fotografia e / ou imagens expandem a prática da arquitetura ou teoria como instrumentos de pensamento e imaginação;
- Como imagens e / ou fotografias podem ser usadas como ferramentas críticas e inquisitivas na arquitetura;
- A relação entre fotógrafo e arquitetura;
- Como a fotografia pode ser usada como uma ferramenta de design combinada com o desenho de arquitetos para criar espaços;
- Como a fotografia pode ser usada para comunicar a maneira como a arquitetura e as formas da cidade se relacionam ou confrontam os atuais programas arquitetônicos e espaços públicos e sua apropriação pública contemporânea;
- Atravessar fronteiras através da fotografia entre diferenças culturais, valores e desejos relacionados a características específicas do lugar e do tempo;
- Territórios urbanos, suburbanos e transgênicos.
- Interseções entre a prática e a disciplina da arquitetura e da arte;
- Conexão entre o universo de imagens com arquitetura e arte;
- Como as imagens podem expandir a prática e a teoria da arquitetura além das limitações de sua materialidade física e construtiva;

Invited guest speaker - Bas Princen
Moderator - Iñaki Bergera

 
 

PaInel #3

Arquitetura e espaço urbano na história da fotografia

Este painel irá abordar questões relacionadas à Arquitetura e ao Espaço Público na perspectiva da História da Fotografia. Este painel é direcionado para promover globalmente análises críticas em torno das relações estabelecidas entre História da Fotografia e Arquitetura, e como essas relações influenciam as noções de espaço público de várias maneiras, enriquecendo seu significado e influenciando a percepção de aspectos estéticos, históricos, culturais, políticos, e sociais do espaço urbano;

Algumas questões de interesse que podem ser consideradas, mas não limitadas a, são:
- A relevância da História da Fotografia na Teoria da Arquitetura
- O uso de narrativas visuais na fotografia para exploração de arquitetura, cidade e território;
- A importância da imagem para a disseminação e compreensão da arquitetura;
- A relação entre fotógrafo e arquiteto;
- Fotografia como ferramenta de design para o arquiteto na imaginação de espaços urbanos;
- O universo rico de imagens que compõem a fotografia e o desenho, bem como uma série de outras expressões que se entrelaçam com a memória do lugar e a noção de espaço;
- O potencial de combinar e explorar a fotografia em diversas vertentes teóricas e práticas da arquitetura, combinado com o uso de outras mídias e ferramentas de representação visual;
- Estratégias curatoriais e/ou editoriais contemporâneas sobre a prática e a disciplina da arquitetura: publicações convencionais e circuitos alternativos;
- A importância de projetos editoriais para a criação de espaço de debate e comentário crítico, acessível a um público mais amplo por meio de um jornal gratuito, e o impacto que pode ter para a produção e criação artística a nível nacional e internacional.

Invited guest speaker - Gloria Moure
Moderator - Sérgio Fazenda

 
 
 

Horário


09:30 Sessão de abertura

Pedro Gadanho (MAAT)
José Miguel Rodrigues (FAUP)
Olívia da Silva (ESMAD)
Pedro Leão Neto (FAUP)


10:00 Opening keynote speaker: Marco Iuliano (30’)

10:45 Painel #1 - Imagens digitais através de espaços visuais de mudança

Keynote speaker: Beate Güttschow (30´)
Moderated by Pedro Leão Neto

Participantes:
Beate Güttschow
Author1: (12´)
Author2: (12´)
Author3: (12´)
45 - 55' debate


Durante o almoço (1,30 min), os trabalhos de fotografia da scopio Photoweek e do projeto Visual Spaces of Change (VSC) serão mostrados 


14:30 Painel #2 - Enquadrar o espaço público através da fotografia de arquitetura artística e documental

Keynote speaker: Bas Princen (30´)
Moderated by Iñaki Bergera 

Participants:
Bas Princen
Author1: (12´)
Author2: (12´)
Author3: (12´)
45 - 55' debate


16:30 PAiNEL #3 - Arquitetura e espaço urbano na história da fotografia

Keynote speaker: Gloria Moure (30´)
Moderated by Sérgio Fazenda

Participants:
Gloria Moure
Author1: (12´)
Author2: (12´)
Author3: (12´)
45 - 55' debate

18:30 Closing keynote speaker Paolo Rosselli (20´)

CLOSING COCKTAIL

 
 

 

Livestream from MAAT
(Coming soon)